A Ilha Terceira é a segunda mais habitada de todo o arquipélago, com cerca de 57 mil habitantes. Começou por ser designada como a Ilha de Jesus Cristo entre 1420 e 1430, tendo sido renomeada Terceira dadas as anteriores descobertas das ilhas de Santa Maria e São Miguel.

Aqui poderá encontrar várias instituições e comunidades dedicadas à cultura: exposições em galerias de caráter temporário ou permanente, grupos de teatro com peças distintas, museus, entre outros. Todos com o objetivo de promover a história da ilha com o seu passado repleto de grandes feitos.

Visite o Museu de Angra do Heroísmo, numa das cidades mais conhecidas da ilha e sua capital, que se desenvolve dentro do Convento de São Francisco. Este museu é reconhecido pelas coleções ilustres que relatam a história militar e dos transportes ao longo dos séculos XVIII e XIX. Em 1983 o centro histórico angrense foi reconhecido pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

 

ATIVIDADES PELA NATUREZA

A ilha da Terceira, à semelhança das restantes ilhas dos Açores, é dominantemente marcada pela Natureza e pelos tons verdes das paisagens. As árvores, os animais e o solo vulcânico originam espaços relaxantes e com temperaturas agradáveis para umas férias tranquilas. A Caldeira de Guilherme Moniz, Biscoito da Ferraria e Pico Alto são marcados pelas florestas densas e pela origem vulcânica: não deixe de conhecer estes locais incríveis quase ausentes da pegada humana.

Destacamos especialmente o Algar do Carvão, que contém fragmentos de uma conduta vulcânica antiga e no seu topo, em abóboda, estão suspensos pingos de lava que solidificaram, chamados de estalactites. Os efeitos que este fenómeno deixa nas grutas é incrível, completamente único.

Outra prova do impacto dos solos vulcânicos na ilha Terceira são as Furnas do Enxofre: resultam numa paisagem onde o fumo cinzento se funde com o verde da vegetação. O ambiente torna-se quente dada a temperatura do solo e o cheiro é intenso, devido ao enxofre. A experiência é também imperdível!

Um sítio que requer igualmente a sua visita é o Miradouro do Facho na Praia da Vitória, onde testemunhará uma vista panorâmica ímpar sob o mar e de toda a planície das Lajes: é neste miradouro que se encontra o Monumento do Imaculado Coração de Maria, muito especial para os habitantes da ilha, dada a relevância histórica.

 

O ENCANTO DO MAR

É na Praia da Vitória que poderá combinar o melhor dos dois mundos: divertimento ao sol e com as águas calmas, com a história e cultura. Dadas as condições do mar as sugestões de atividades seguem para a prática de surf ou windsurf, um passeio de mota de água ou de barco. Graças às águas transparentes, a observação de golfinhos e baleias é uma das experiências mais reservadas pelos visitantes da ilha.

Explore ainda mais as baías e mares da Terceira com a prática de mergulho: uma atividade única! Visita obrigatória para os amantes de água é também o Parque Arqueológico Subaquático da Baía de Angra do Heroísmo. Esta zona rodeada de casas coloridas e praia é considerada um dos sítios do mundo com mais naufrágios na altura dos descobrimentos: testemunhas disto e das estratégias utilizadas na altura são as diversas âncoras abandonadas pelos navios degradadas pelo tempo, mas ricas em história.

FESTIVIDADES E GASTRONOMIA

Parte do espírito e da cultura açoriana reside nas festividades, religiosas ou não. Antes de planear as suas férias na Terceira procure saber se terá a sorte de testemunhar uma destas festas incríveis! As Festas do Divino Espírito Santo duram cerca de oito semanas, começando no domingo de Páscoa até ao domingo da Trindade, e focam-se nos Impérios pitorescos.

Umas das mais conhecidas são as Sanjoaninas onde poderá desfrutar de um pouco de tudo: concertos musicais, espetáculos de teatros com atuações singulares, cortejos e até fogo de artifício. É claro que não faltam as tascas com os mais diversos petiscos típicos da zona. Estas comemorações são dedicadas a São João e prolongam-se ao longo de cerca de 10 dias.

Falando de petiscos, a gastronomia na Terceira é maravilhosa. Para os amantes de carne, a alcatra é imperdível, sendo tipicamente confecionada em tachos de barro, onde coze lentamente com todos os ingredientes necessários para enriquecer o seu sabor. Acompanhe com massa sovada ou pão caseiro. Para terminar a sua refeição da melhor maneira, delicie-se com as saborosas sobremesas mais conhecidas da ilha: os bolos Dona Amélia especiais pelos aromas fortes a canela e mel, com os coscorões ou o arroz-doce cremoso.

Este recanto português é o perfeito equilíbrio entre o mar e as paisagens verdes, entre o aconchego da comida simples, mas rica em sabor e a animação regional.

 

Não perca a oportunidade de conhecer a Ilha Terceira com a Rickytravel!

 

 

Fontes: visitazores.com; visitportugal.com