Visitar a ilha da Madeira é mais do que uma simples viagem, é sentir que está no topo do mundo, é navegar por terras outrora conquistadas, é sonhar com os pés assentes na terra. Por entre vales de montanhas, embalada numa névoa mística, a Ilha da Madeira ganha vida e deslumbra todos aqueles que a visitam. 

Principal ilha do arquipélago formado pelas ilhas de Porto Santo, Ilhas Desertas e Ilhas Selvagens, a Madeira é um pedaço de paraíso na terra, descoberta em 1419, sendo hoje uma paragem obrigatória para os amantes da beleza natural do nosso país. Com um clima tipicamente mediterrânico em grande parte da face sul, passando a um clima Temperado a quotas mais elevadas, a ilha tem uma oferta de lazer extraordinariamente diversa e capaz de agradar tanto aos turistas mais cosmopolitas como aos que preferem mais tranquilidade e recato.

Deixamos-lhe 5 DICAS PARA UMA EXPERIÊNCIA MEMORÁVEL, enriquecida pelas cores, aromas, paladares, paisagens e história desta ilha!
  • Era uma vez…

Conheça o lugar onde há anos se fez história. Foi em 1419 que a Baía de Machico foi o local onde desembarcaram Tristão Vaz Teixeira e João Gonçalves Zarco quando descobriram a Ilha da Madeira. Desde então, Machico vive de cultura, história e tradição e da belíssima praia que reúne boa parte das preferências dos visitantes.

  • 2000 km de levadas para explorar

Aventure-se com uma experiência ao ar livre por trilhos pedestres, juntos das levadas (canais de irrigação utilizados para caminhadas a pé) e deixe-se maravilhar com algumas das paisagens mais bonitas em todo o mundo, onde emergem literalmente na flora endêmica, nativa e exótica. É o perfeito contacto com a Natureza. Seja principiante ou aventureiro, a ilha da Madeira tem mais de 2000 km de levadas, desde os 0 aos 1861 metros, sendo que os percursos mais acessíveis se encontram a Sul. Muitos turistas elegem como motivo da sua ida à Madeira estes percursos únicos.

  • As casas dos postais 

O concelho de Santana, a 35 km do Funchal é o local das famosas casas típicas da Ilha da Madeira, pintadas de cores vivas e com telhados de colmo. Ainda se encontram algumas destas casas no centro da vila, adaptadas para fins turísticos, onde pode encontrar uma grande variedade de produtos locais e tradicionais. Aproveite para desfrutar das vistas lindíssimas que a estrada a Norte da ilha proporciona. 

  • Uma explosão de aromas e cores

Num rebuliço de alegria, situado na zona velha do Funchal, o Mercado dos Lavradores apresenta-se com uma arquitetura do Estado Novo, enaltecendo a intenção de tornar o mercado no grande pólo abastecedor da cidade. Aqui pode encontrar uma grande variedade de produtos locais. É um ponto de encontro entre locais e turistas, que se deliciam com iguarias típicas como sandes de carne de vinho e alhos, bolo do caco, queijadas ou chocolates de fabrico regional. 

  • Gastronomia: Bifes de Atum com Milho Frito 

O património gastronómico da madeira é icónico, elegemos um prato típico que não pode deixar de experimentar: Bifes de atum com milho frito. O atum é um recurso importante da pesca tradicional madeirense e nada melhor do que prová-lo num prato cortado em bifes, marinado com vinagre, azeite, alhos, orégãos e pimenta. Para acompanhar tem a farinha de milho servida em pequenos cubos fritos, como manda a herança gastronómica madeirense

© Restaurante Típico O Madeirense no Centro Comercial das Amoreiras em Lisboa

SE JÁ ESTÁ A FAZER PLANOS, CONHEÇA AS NOSSAS SUGESTÕES DE HOTÉIS NA MADEIRA!