Uma pérola no Atlântico

Visitar o arquipélago da Madeira é usufruir de mais do que uma viagem: é sentir que está no topo do mundo, é navegar por terras outrora conquistadas, é sonhar com os pés assentes na terra. Por entre vales de montanhas, embalada numa névoa mística, a Ilha da Madeira ganha vida e deslumbra todos aqueles que a visitam.

Principal ilha do arquipélago formado pelas ilhas de Porto Santo, Ilhas Desertas e Ilhas Selvagens, a Madeira é um pedaço de paraíso na terra, descoberta em 1419. É hoje uma paragem obrigatória para os amantes da beleza natural do nosso país, para os aventureiros e apaixonados pelo mar. Com um clima tipicamente mediterrânico em grande parte da face sul, passando a um clima temperado a quotas mais elevadas, a ilha tem uma oferta de lazer extraordinariamente diversa e capaz de agradar tanto aos turistas mais cosmopolitanos como aos que preferem mais tranquilidade e recato.

ILHA DA MADEIRA

Embarque num conjunto de aventuras e conheça lugares inspiradores repletos de história, num contato direto com o que a Natureza tem de mais puro. A ilha da Madeira é o local ideal para explorar tanto a vertente natural das suas paisagens terrestres como enriquecer o seu conhecimento ao praticar os diferentes desportos náuticos que a mesma tem para oferecer.

Para além de ter muitas componentes associadas à Natureza, a ilha da Madeira oferece igualmente uma experiência cosmopolita aos seus visitantes na capital do arquipélago. A cidade do Funchal tem cerca de 600 anos de história e integra o centro turístico, cultural e comercial mais relevante de toda a ilha: pode visitar vários museus, igrejas repletas de história, fantásticos jardins e esplanadas e a marina do Funchal que se destaca pelos seus barcos de todos os tamanhos e cores. Pode ainda deliciar-se com as inúmeras lojas e mercados ou aproveitar para conhecer as discotecas e bares numa saída à noite.

AO PLANEAR A SUA PRÓXIMA VIAGEM À ILHA DA MADEIRA FIQUE ATENTO ÀS NOSSAS 5 DICAS PARA UMA EXPERIÊNCIA INESQUECÍVEL, ENRIQUECIDA PELAS CORES, AROMAS, PALADARES, PAISAGENS E HISTÓRIA DESTA ILHA! 
MUITOS KM DE LEVADAS …

As magníficas paisagens da ilha da Madeira traduzem-se em ótimos trilhos para caminhadas, deste modo, os amantes da Natureza podem usufruir de uma variedade de percursos, com distintas exigências. As nossas sugestões: o trilho Vereda do Pico Ruivo tem cerca de 6km e guia os seus visitantes ao ponto mais alto da Madeira, Pico Ruivo, garantindo uma vista única sob a ilha; o percurso que liga o Pico do Areeiro e o Parque Ecológico do Funchal chama-se Vereda do Burro e entrega a quem se aventura ao longo de 7,2km um caminho repleto de paisagens e áreas naturais, características da Madeira; no seguimento da Vereda do Burro, há um percurso intitulado Caminho Real do Monte, que estabelece um elo entre o Parque Ecológico do Funchal e o Centro Histórico da Freguesia do Monte ao longo de 4.2 km, salientando as áreas montanhosas que a ilha tem para oferecer bem como o seu carácter patrimonial.

 

 

E DE MAR PARA EXPLORAR!

Esta belíssima ilha possibilita um conjunto de atividades aliadas à água, de forma segura e entusiasta, permitindo aos exploradores náuticos um contato com o que a mesma tem de mais puro. Fazer canyoning nas ribeiras é uma sugestão ousada, emocionante e desafiante: esta dica garante um dia repleto de adrenalina e momentos únicos, sendo que consiste na exploração das ribeiras com obstáculos verticais, seguindo um curso de água alucinante. Ribeira da Pedra Branca, da Hortelã ou das Cales são alguns dos sítios que comportam os equipamentos adequados para usufruir deste desporto em plenitude.

Encontre também o encanto paisagístico da Madeira numa experiência inesquecível ao longo do Oceano Atlântico: os passeios de barco permitem que quem navega a bordo explore o seu interesse pela vida marítima ao testemunhar a existência de inúmeras espécies pela costa. Nesta viagem poderá relaxar igualmente e admirar várias praias na linha do Arquipélago ou aproveitar para passear por Porto Santo, a pouco tempo de distância.

A temperatura e clareza das águas fazem com que seja um destino de eleição para quem pretende desenvolver a prática de mergulho. As reservas naturais permitem uma jornada privilegiada onde se podem observar corais, peixes, focas e até lobos marinhos, de forma segura e especializada. Não se preocupe com a lotação dos espaços, pois existem várias opções para explorar: Caniço, Machico e Santa Cruz são apenas algumas propostas, com muitos metros de profundidade e descobertas peculiares.

 

 

AS CASAS DOS POSTAIS 

O concelho de Santana, a 35 km do Funchal, é o local das famosas casas típicas da Ilha da Madeira pintadas de cores vivas e com telhados de colmo. Ainda se encontram algumas destas casas no centro da vila, adaptadas para fins turísticos, onde pode encontrar uma grande variedade de produtos locais e tradicionais. Aproveite para admirar as vistas lindíssimas que a estrada a Norte da ilha proporciona.

 

 

 

UMA EXPLOSÃO DE AROMAS E SABORES

Num rebuliço de alegria, situado na zona velha do Funchal, o Mercado dos Lavradores apresenta-se com uma arquitetura do Estado Novo, enaltecendo a intenção de tornar o mercado no grande polo abastecedor da cidade. Aqui pode encontrar uma grande variedade de produtos locais. É um ponto de encontro entre locais e turistas que se deliciam com iguarias típicas como sandes de carne de vinho e alhos, bolo do caco, queijadas ou chocolates de fabrico regional.

A ilha da Madeira é fortemente influenciada pelas tradições no seu quotidiano e na criação dos eventos culturais. A Festa das Flores é um acontecimento anual que presta homenagem às flores e à estação do ano mais equilibrada, a Primavera, reunindo um conjunto de atividades típicas da zona: danças folclóricas, cortejos infantis, construção de tapetes com efeitos florais e claro, muita animação.

É no concelho das “casas dos postais”, Santana, que acontece o Festival da Truta/Rota da Sidra, dedicado ao património gastronómico da Madeira, focado acima de tudo no peixe e na sidra. Aproveite as várias degustações de truta e assista a exposições que relatam o processo artesanal de confeção da sidra. Pode assistir a este evento ao longo de várias freguesias, todas com atrações diferentes.

 

 

GASTRONOMIA: A PERFEITA COMBINAÇÃO DE SABORES

O património gastronómico da Madeira é icónico, desde os fantásticos pratos de peixe, às deliciosas sobremesas. Comece a sua refeição com as famosas lapas na grelha, apreciadas e conhecidas em ambos os arquipélagos. Para a refeição principal elegemos dois pratos típicos de peixe que não pode deixar de experimentar: Peixe-Espada Preto com Banana (ou maracujá) e Bifes de atum com milho frito. Tanto o peixe-espada como o atum são recursos importantes da pesca tradicional madeirense e, por isso, tornaram-se parte fulcral na sua herança gastronómica, sendo presenças regulares nos mais diversos restaurantes da ilha.

Se preferir um prato de carne, nada mais emblemático do que a Espetada de Carne de vaca em pau de louro, uma iguaria que surge primeiramente na freguesia de Câmara de Lobos, mas que conquistou todo o arquipélago e os visitantes que a apreciam. Para sobremesa sugerimos uma saborosa Queijada da Madeira, recheada com um sabor característico e leve de requeijão e ovos, ou um harmonioso Bolo de Mel, típico na época natalícia, especial pelo mel de cana que compõe esta receita. Para finalizar, ou para começar, saboreie as maravilhosas ponchas típicas madeirenses, reconhecidas internacionalmente pelo seu carácter e paladar singulares.

 

ILHA DE PORTO SANTO

A pequena ilha de sonho

A cerca de 60 km da ilha da Madeira pode encontrar uma pequena maravilha no meio do Oceano Atlântico: Porto Santo é reconhecida pela sua hospitalidade, pelas areias claras e mar ameno, pela temperatura equilibrada o ano todo e pelos recursos naturais.

O relevo de Porto Santo difere bastante da Madeira, independentemente da sua proximidade.

O clima semiárido deste recanto garante uma experiência agradável ao longo de todo o ano, atingindo cerca de 30 graus de junho a setembro e a temperatura da água do mar ronda os 20 a 25 graus durante a primavera e o verão.

Se deseja passar uns dias de férias tranquilos e dedicados à praia, este é o destino ideal! Tire partido das propriedades terapêuticas dos areais dourados e das águas minerais deste pequeno recanto de sonho.

 

 

VEJA AQUI AS 3 DICAS RICKYTRAVEL PARA GARANTIR QUE IRÁ DESFRUTAR DA SUA VIAGEM AO MÁXIMO!
LIGAÇÃO COM A NATUREZA

Em Porto Santo encontra um lugar seguro e idílico para praticar atividades e desportos ao ar livre. A nossa sugestão para que possa usufruir de um momento original e memorável é a prática de Hipismo, um passeio a cavalo enquanto conhece sítios novos na ilha. No Pico de Ana Ferreira pode aproveitar o encantador espaço aberto para ter lições de equitação e levar consigo mais uma aprendizagem mesmo estando de férias.

 

HISTÓRIA E CULTURA

Percorra o património histórico especial que esta pequena ilha tem para presentear, que remonta à época das colonizações. Pode conhecer a homenagem prestada a Cristóvão Colombo numa visita inédita à casa que reúne diversos dos seus pertences, bem como uma estátua em sua memória no centro da cidade.

Sugerimos também que visite a capela do Espírito Santo na Praia Ribeiro Cochino. Esta capela é o principal foco do festival típico que acontece em Porto Santo no verão e a parte que está disponível aos visitantes foi construída por volta do século XIX, possuindo uma importante conjuntura histórica para os seus residentes.

 

 

GASTRONOMIA QUE DEIXA O CORAÇÃO FELIZ (E A BARRIGA!)

Porto Santo tem muito para oferecer com a sua gastronomia: a abundância de marisco e peixe fresco permite a criação de pratos típicos e diversificados, desde a fragateira (um misto de peixes guisados, com batatas, cebolas e tomate), aos apreciados pratos de bacalhau, bem como mexilhão e lapas.

Pode desfrutar igualmente das típicas espetadas de carne Madeirenses grelhadas e terminar a sua refeição com um delicioso pudim de ovos ou mousse de maracujá. Igualmente presente em quase todos os restaurantes madeirenses está o Bolo do Caco, perfeita sugestão para uma entrada mais leve. Esta iguaria surge inicialmente em Porto Santo, com a necessidade de se reaproveitar os restos de massa do pão: atualmente a receita tem como base a batata-doce e a farinha de trigo e é admirada em qualquer parte do Arquipélago da Madeira, especialmente acompanhada com manteiga de alho. Esta maravilhosa ilha é reconhecida também pela plantação das vinhas de forma rasteira, junto à areia, permitindo que as uvas entreguem ao vinho um sabor peculiar e característico, muito requisitado pelos seus visitantes e pelas ilhas ao seu redor.

 

JÁ COMEÇOU A SONHAR COM A SUA VIAGEM? SE JÁ ESTÁ A FAZER PLANOS, NÃO HESITE EM VISITAR O NOSSO SITE PARA VER AS MELHORES RECOMENDAÇÕES!

 

Agradecimentos: Direção Regional do Turismo da Madeira, Duarte Teixeira, Francisco Correira e Simon Zino, pela cedência das fotografias;

Fontes: blog.madeira.best; Youtube.com (Escolha Portugal-Madeira); porto-santo.com; visitmadeira.pt